1

IMG-20150506-WA0045-175x310Na guerra contra a bandidagem, ao que parece, os policiais militares não estão levando muita vantagem, notadamente no interior do Maranhão.

Por dois simples motivos: o contingente dos bandidos é superior aos dos PMs e o poder de fogo não se compara.

Hoje mais dois militares foram baleados no povoado Bau, que fica numa estrada entre as cidades de Timon e Caxias.

Os soldados Jhamys e Thiago foram atingidos quando os bandidos passando pelo local atirando.

Já no período dama manhã um vigilantes em São Luís foi assassinado.

Com informações do Blog de Luis Cardoso.

A campanha acontece no período de 4 a 22 de maio, sendo dia 9 de maio, o dia "D" de mobilização nacional.

1_20150430133055386575a-6252A Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza deste ano acontece no período de 4 a 22 de maio, sendo dia 9 de maio, o dia “D” de mobilização nacional. Realizada pela 17ª vez, a campanha tem como meta no Maranhão, vacinar 1.521.171 pessoas, distribuídas entre os seguintes grupos: idosos com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde; povos indígenas; crianças na faixa etária de seis meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses, 29 dias); gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto); grupos de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; população privada de liberdade, além de funcionários do sistema prisional.
No dia “D” funcionarão em todo Estado, aproximadamente, 1.794 postos de vacinação. A ação contará com a participação direta de 8.406 profissionais de saúde e voluntários. O Maranhão recebeu 1.655.740 doses de vacinas do Ministério da Saúde (MS). Em 2014, foram vacinadas 1.385.642, uma cobertura de 88,36%. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, estima-se que a influenza acomete 5 a 15% da população, causando entre três e cinco milhões de casos graves e 250.000 a 500.000 mortes todos os anos.
De acordo com a Chefe do Departamento de Imunização da SES, Maria Helena Almeida, o Maranhão, por determinação do governador Flávio Dino, se preparou para esta campanha. “Nós realizamos seminário para sensibilização da Campanha contra Influenza 2015 com os coordenadores de Imunização dos municípios, para que em todas as cidades do estado, a campanha ocorra dentro da meta e as pessoas que estão no grupo de vacinação, sejam imunizadas”.
Segundo o MS, a vacina é a melhor estratégia disponível para a prevenção da influenza e suas consequências. A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar a complicações graves e ao óbito, sobretudo os grupos de alto risco, como idosos, gestantes, entre outros.
O Imparcial Online

Há muito tempo que o Município de Marajá do Sena é um celeiro de prefeitos corruptos e envolvidos com agiotagem. A cidade nunca cresceu e uma das principais razões é atuação de agiotas que sugam o dinheiro dos cofres da prefeitura.

flavio-dino-e-dedé-macedo-3O ex-prefeito Luis Abreu, por exemplo, sempre empenhou Marajá do Sena aos agiotas. Donos de ex-supermercado na capital tiveram que tomar uma casa do ex-prefeito, mesmo depois dele ter pago quase 10 vezes mais que o valor da dívida.

Luis Abreu foi obrigado a entregar uma fazenda para o maior agiota da época, tem uns 15 anos, o empresário Dedé Macedo, que hoje figura como o maior avalista financeiro da campanha eleitoral do governador Flávio Dino.

Nos últimos seis anos, Macedo teve que se retrair do mercado da agiotagem no Maranhão para evitar ser preso por seus antes aliados e agora inimigos, o grupo Sarney.

O empresário, além de acumular fortuna no ramo da agiotagem, é criador, tem atuação no ramo hoteleiro e por último se envolveu no mundo das badalações noturnas, mas já vendeu sua parte na Pink Elephant em São Luís.

Enquanto ele e outros fizeram fortuna, municípios como Marajá do Sena ostentam os piores índices de pobreza e abandono.

Blog do Luis Cardoso

A segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (28), por três votos a favor e dois contra, conceder prisão domiciliar a nove executivos investigados pela Operação Lava Jato. O tribunal, no entanto, determinou que os nove empresários e funcionários de construtoras suspeitas de envolvimento no esquema de corrupção que atuava na Petrobras terão de utilizar tornozeleiras eletrônicas.

4142304_x360

Entre os executivos beneficiados pela decisão do STF está o dono da construtora UTC, Ricardo Ribeiro Pessoa, apontado pelo Ministério Público Federal como líder do cartel de empreiteiras que pagava propina para fraudar licitações e obter contratos superfaturados na Petrobras. ...continue a ler "Supremo concede prisão domiciliar a nove executivos da Lava Jato"