Postado por Raimundo Carvalho

É minha gente, o mar não está pra peixe mesmo. Já se foi o tempo em que o carnaval em São Luís era algo prazeroso, onde os ludovicenses não trocavam sua cidade por nenhuma outra.

A violência em  que vivemos não é exclusiva do carnaval, ela já vem sendo vivenciada por todos que vivem em São Luís.

Os índices de morte violentas afloram, aterrorizam e assustam seus moradores, ainda mais quando pessoas sem nenhum curriculum criminal são vítimas, como foi o caso do senhor Luis Carlos Elias Damous . Este senhor foi assassinado em seu trabalho, ele estava trabalhando, era  a âncora de seu filho, esposa e neta. Não bastou assaltar, tiveram que ceifar a vida de um pai de família. 

O que vem chamando atenção neste gráfico da violência é que o índice de mortalidade se dá entre homens de 30 á 62 anos.

Veja o gráfico abaixo:

rsrsssss

blog da riquinha


Postado por Raimundo Carvalho

carnaval-me-da-um-dinheiro-ai-charge-500x333O sentimento é de indignação dos prefeitos que apoiaram Flávio Dino ao Governo do Maranhão. Os gestores tiveram que fazer um carnaval ‘magro’, em pleno ano de eleição. Alguns, preferiram nem fazer a festa.

Flávio, que havia prometido o repasse de R$ 100 a R$ 200 para alguns municípios, só deu a metade. Teve prefeito, por exemplo como em Tuntum, que já estava com o carnaval todo fechado e contando com o repasse do governo, que quase cancela a festa.

Quando foi consultar a conta, tomou um susto. O governo só havia depositado a metade do que ficou acordado.

“Agora imagina fazer um carnaval com R$ 50 mil? Mixaria, foi isso que o governo deu”, disseram os prefeitos procurados pelo Blog.

É a mudança. E viva ao “Carnaval de Todos Nós”!!!!

Luis PAblo


Postado por Raimundo Carvalho

Prefeito Eric Costa e a primeira dama Bruna

Prefeito Eric Costa e a primeira dama Bruna

O município de Barra do Corda-MA recebeu milhares de foliões no carnaval deste ano.

Uma multidão compareceu no Espaço Cultural, no bairro Trizidela, para abrilhantar o corredor da folião, com os blocos tradicionais do Empoados e do Aroeira.

Turistas e pessoas dos municípios vizinhos lotaram os hotéis, pousadas e restaurantes da cidade.

A prefeitura, administrada pelo prefeito Eric Costa, realizou o carnaval com grandes bandas, apostando na oportunidade de aquecer a economia do município, gerando mais renda para população.

Comerciantes e vendedores ambulantes superaram as expectativas, mesmo diante da crise que vive o país. Foram 40% a mais nas vendas, em relação ao ano passado. Um lucro satisfatório.

“Mais uma vez demonstramos que, tendo responsabilidade com a coisa publica, adotando uma administração transparente, com uma gestão orçamentária planejada e com compromisso para com as pessoas, é possível realizar eventos como esse, sem que se comprometa as obrigações financeiras do município para com o pagamento do funcionalismo e de fornecedores”, disse o prefeito Eric Costa.

Uma multidão no carnaval de Barra do Corda 2016

Uma multidão no carnaval de Barra do Corda 2016

Blog do Luis PAblo


Postado por Raimundo Carvalho

A atriz Luana Piovane, 39 anos, será a capa de aniversário de 40 anos da revista Playboy, em ensaio fotográfico que mostrará pela primeira vez a estonteante mulher completamente nua e em várias posições.

Enquanto aguardamos com ansiedade, o Blog oferece alguma fotos mais ousadas de Pio em diversas situações, inclusive uma dela em um evento sem calcinha; confiram abaixo:

luana I

 

luana 2

 

luana 3

 

luana 4

luana 5

Blog do Luis Cardoso


Postado por Raimundo Carvalho

O governador Flávio Dino continua sua implacável perseguição ao clã Sarney e também aos amigos mais próximos do grupo político que foi derrotado por ele na eleição de 2014. São 14 meses de gestão, mas sempre com o retrovisor olhando para o passado, como se não tivesse nenhuma preocupação com o presente e muito menos com o futuro.

Mandou retirar os nomes do ex-presidente da República, José Sarney, e da ex-governadora Roseana Sarney, de escolas da rede estadual de ensino, alegando o cumprimento do que determina a Constituição Estadual do Maranhão. Até aqui tudo bem tudo bacana.

Mas errou feio ao mandar retirar o nome do poeta e intelectual maranhense Ferreira Gullar de uma  escola no município de Bom Jesus das Selvas e colocar o nome do estabelecimento educacional de Luis Sabry Azar (foto), ex-prefeito daquela cidade e considerado um dos mais corruptos do Maranhão.

Gullar é membro da Academia Brasileira de Letras, poeta de renome internacional, escritor famoso que já recebeu diversos prêmios no mundo todo, perseguido e exilado pela ditadura militar, e amigo pessoal do ex-senador José Sarney. Foi anistiado. Menos no Maranhão pelo governo comunista, como se percebe.

Luis Sabry Azar foi prefeito pela última vez de 2008 a 2012. Na sua gestão corrupta, promoveu escândalos como a aprovação da filha vereadora Thayza Silva Azar em concurso realizado em Bom Jesus das Selvas para o único cargo de arquitetura urbanística. O mais interessante é que foi divulgado em 1º de abril, Dia da Mentira.  Por essa razão, foi denunciado pelo Ministério Público.

Ele foi também condenado a prestar serviços à comunidade, como pena restritiva de direito, por dispensa de licitação e de realizar fragmentação de despesas e diversos editais publicado durante sua gestão.

blog do Luis Cardoso


Postado por Raimundo Carvalho

Equipa do Salvoareo, de Belém do Pará, já encontra-se no Maranhão para iniciar as buscas e tentar localizar um ultraleve que saiu ontem, por volta das 16h, da cidade de Arari rumo a São Luís.

José do Vale é o de camisa Lilais

José do Vale é o de camisa liláis e o que está na foto com Zé Vale não estava no avião, e no fundo o ultraleve anfíbio SeaMax

Na aeronave estavam os advogados José do Vale Júnior e Júlio César de Moraes. Minutos após decolarem, choveu bastante na rota.

Especialistas acham que o ultraleve deve ter caído em algum lugar. Zé do Vale é genro do advogado Raimundo Marques, ex-presidente da OAB, e Júlio Moraes é agente da Polícia Federal aposentado.

Blog do luis cardoso


Postado por Raimundo Carvalho

Política

19 prefeitos do MA eleitos em 2012 ainda podem ser cassados este ano
19 prefeitos do MA eleitos em 2012 ainda podem ser cassados este ano
Prefeito de São Luís é acusado de compra de votos no caso conhecido como 'Milícia 36'. Prefeitos de Codó e de Governador Munes Freire aguardam julgamento de processos que estão sob segredo de Justiça

Apesar da corrida do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão, que só em 2015 julgou 946 processos em plenário e os seus membros emitiram 104 decisões monocráticas, pelo menos 10 prefeitos eleitos em 2012 ainda precisam ser julgados pela Corte maranhense e outros nove pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), restando apenas nove meses para as eleições de 2016.

O levantamento foi feito pelo Atual7 em consulta diretamente ao TRE-MA e a dados abertos do sistema de consulta processual da Corte, após constatação de que pré-candidatos de oposição neste pleito passaram a usar, há pouco mais de um mês, reportagem do dia 6 de fevereiro de 2015, quando a lista dos prefeitos passíveis de cassação de mandato chegava a 27, para fazer terrorismo eleitoral nos municípios.

Na resposta à consulta, a Justiça Eleitoral maranhense afirmou que, diferente do que informa a lista do ano passado, os prefeitos de São Bento, Porto Franco, Icatu, São Domingos do Maranhão, Itapecuru-Mirim, Colinas, Riachão, Buriticupu, Santa Luzia, Chapadinha, Balsas, Bacabal, João Lisboa e São Mateus não possuem qualquer processo de cassação de mandato por crimes como abuso de poder econômico e captação ilícita de votos.
São Luís

Um dos processos que ainda tramitam no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão é referente à disputa pela Prefeitura de São Luís, tendo como impetrante a coligação “Pra Fazer Muito Mais”, que tinha o ex-prefeito João Castelo (PSDB) como candidato à reeleição.

Segundo a coligação de Castelo, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) teria se utilizado meio de comunicação de forma irregular e ainda comprado votos. Para justificar o pedido de cassação de Edivaldo, é citado o evento que ficou conhecido como “Milícia 36”, como exemplo em que se que pagou por apoio político.

O julgamento estava marcado para acontecer na semana passada, mas foi adiado para esta semana.
Segredo de Justiça

Embora não aparecem em pesquisa feita a partir de dados disponíveis no sistema de consulta processual do TRE-MA, alguns prefeitos do Maranhão ainda aguardam julgamento do tribunal, mas com processos sob segredo de justiça – embora o julgamento seja público –, por se tratarem de Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime), conforme dispõe o parágrafo 11 do artigo 14 da Constituição Federal, que abre o capítulo dos Direitos Políticos.

Um desses prefeitos, segundo apurou o Atual7, é o Codó, Zito Rolim (PV). Embora vitorioso em dois processos abertos, ele tem pelos menos duas Aimes para serem julgadas pela Justiça Eleitoral do Maranhão. Um dos campeões de processos eleitorais, Marcelo Curió (PV), de Governador Munes Freire, além de dois processos abertos ainda não julgados, ainda aguarda a decisão de uma Aime.

Ao todo, sem contar com os processos abertos, o TRE-MA ainda deve julgar pelo menos 10 Ações de Impugnação de Mandato Eletivo.
Cassados, mas nos cargos

Além dos julgamentos que deverão ser feitos pelo TRE-MA, em outros nove casos, os gestores e seus respectivos vices chegaram a ser cassados em 1º grau, com confirmação da cassação no 2º grau – ou o TRE-MA decidiu por negar provimento ao recurso ou mesmo julgou improcedente os pedidos – mas ainda aguardam por julgamento de novo recurso junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), permanecendo no cargo de prefeito.

Abaixo, a lista completa dos 19 municípios onde os prefeitos estão na corda bamba:

1 – Alto Alegre do Pindaré (TSE)
2 – Brejo (TSE)
3 – Buriti (TSE)
4 – Cândido Mendes (TSE)
5 – Cedral (TSE)
6 – Codó (TRE-MA)
7 – Fortuna (TRE-MA)
8 – Governador Nunes Freire (TRE-MA)
9 – Humberto de Campos (TRE-MA)
10 – Itinga do Maranhão (TSE)
11 – Lagoa do Mato (TSE)
12 – Maranhãozinho (TRE-MA)
13 – Raposa (TSE)
14 – São Francisco do Brejão (TSE)
15 – São Luís (TRE-MA)
16 – São Raimundo das Mangabeiras (TRE-MA)
17 – São Roberto (TRE-MA)
18 – Sítio Novo (TRE-MA)
19 – Viana (TRE-MA)

Atual7


Postado por Raimundo Carvalho

Em 2015, Prefeitura encerrou o ano adquirindo mais de 217 toneladas de alimentos, gerando para o setor da agricultura familiar um incremento orçado em cerca de R$ 1,2 milhão.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do município de São José de Ribamar, também conhecido como Compra Local Municipal, continua sendo destaque regional e nacional no quesito políticas públicas direcionadas à agricultura familiar.

foto 9

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do município de São José de Ribamar, também conhecido como Compra Local Municipal, continua sendo destaque regional e nacional no quesito políticas públicas direcionadas à agricultura familiar.

A cidade encerrou o ano de 2015 com números extremamente satisfatórios e que mostram, mais uma vez, a eficiência do programa desenvolvido pela administração do prefeito Gil Cutrim (PDT).

Só para se ter uma ideia, a Prefeitura adquiriu dos pequenos agricultores, pescadores e criadores ribamarenses mais de 217 toneladas de alimentos, gerando para o setor um incremento orçado em cerca de R$ 1,2 milhão.

Através do PPA, a Prefeitura compra parte da produção dos agricultores , criadores e pescadores artesanais e a remete para a preparação da merenda servida nas escolas da rede municipal de ensino, além das refeições servidas a milhares de pessoas por entidades sociais devidamente cadastradas junto ao município.

O programa fomenta uma grande cadeia de desenvolvimento econômico e de geração de emprego e renda, proporcionando, ainda, alimentação de qualidade aos mais diversos públicos.

Além disso, a Prefeitura oferece apoio logístico no campo que é feito por uma equipe composta de veterinária, técnica agrícola, dois motoristas e dois ajudantes, distribuídos em um veículo utilitário tipo Ranger e um caminhão refrigerado para melhor armazenamento e acondicionamento dos produtos a serem distribuídos.

Os participantes do projeto, além do apoio e assistência técnica agronômica e veterinária gratuita, recebem capacitação técnica como forma de melhorar as atividades.

Em 2013, a reportagem “PAA: Ministério repassa R$ 6,8 milhões diretamente a agricultores familiares”, divulgada a nível nacional, mostrou que São José de Ribamar foi a quarta cidade do Brasil que mais aplicou recursos oriundos do novo modelo do Programa de Aquisição de Alimentos no período compreendido entre os meses de setembro a novembro.

Neste mesmo ano, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome indicou o Compra Local ribamarense como sendo um dos três melhores do país, situação que tornou o programa referência para o Governo do Estado e para várias Prefeituras maranhenses e brasileiras dentre elas a de Teresópolis que, em 2011, enviou a São José de Ribamar técnicos que conheceram in loco o funcionando do Compra Local da cidade.

foto 8

foto 7

Blog do Luis CArdoso


Postado por Raimundo Carvalho

Sugestão foi feita em nota técnica assinada pelo coordenador do Núcleo de Ação e Prevenção à Corrupção da GCU-MA, Welliton Resende Silva, no dia 6 de janeiro deste ano

A Controladoria Geral da União (CGU) no Maranhão quer que o Tribunal de Contas do Estado (TCE), com base no levantamento feito pelos dois órgãos de controle e fiscalização em conjunto com o Ministério Público nos portais de transparência – ou a falta destes – nos 217 municípios maranhenses, reprove as contas de pelo menos 214 gestores, referente ao exercício de 2015, que não possuem em suas administrações o mecanismo de divulgação de receita e despesas orçamentárias e de envio de pedidos de acesso à informação para uso do cidadão e de entidades sociais.
Item 8, da Nota Técnica sobre o levantamento feito pelo CGU, MP-MA e TCE deixa claro que quem não cumpriu a LRF e a LAI deve ter as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Maranhão
Atual7
Inelegíveis
Item 8, da Nota Técnica sobre o levantamento feito pelo CGU, MP-MA e TCE deixa claro que quem não cumpriu a LRF e a LAI deve ter as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Maranhão

É o que mostra documento obtido com exclusividade pelo Atual7, referente às conclusões sobre o levantamento feito entre os meses de outubro a dezembro de 2015, que verificou o grau de adesão à Lei de Responsabilidade Fiscal e à Lei de Acesso à Informação das administrações municipais maranhenses.

De acordo com a Nota Técnica n.º 15/2016/CGU-Regional/MA/GAB, assinada pelo coordenador do Núcleo de Ação de Ouvidoria e Prevenção à Corrupção da CGU-R/MA, Welliton Resende Silva, em relação ao que cabe ao TCE-MA, os resultados do levantamento ensejarão na reprovação das contas de gestores não transparentes, na suspensão de transferências de recursos estaduais e, ainda, na comunicação à à Secretaria do Tesouro Nacional (STN) para a suspensão de verbas federais.

Com base na Escala Brasil Transparente (EBT), que possui o total de 12 itens, foi feito um levantamento sobre a implantação dos portais da transparência e de SIC (Serviço de Informação ao Cidadão) nos municípios maranhenses, conforme exigem a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101/2000) e a Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/2011). Desde a divulgação do resultado no dia 7 deste mês, baseando-se apenas na falta de Portal da Transparência, com exceção do Atual7, todos os veículos de comunicação do Maranhão apontaram como enquadradas, equivocadamente, apenas 180 gestões, por essa incorrência dizer respeito, exclusivamente, à transferências voluntárias e legais aos municípios por parte do Estado.

Ao todo, porém, feito levantamento sobre falta de cumprimento às duas exigências, apenas três prefeitos maranhenses não devem ter as contas reprovadas pelo TCE-MA, se aceitas as sugestões da CGU: São Luís, São Benedito do Rio Preto e Grajaú. Embora esses sejam os números divulgados pelos três órgãos de controle e fiscalização, a quantidade de prefeitos que correm o risco de se tornarem fichas suja por falta de Portal da Transparência e de canais de acesso à informação pode ser ainda mais devastadora. O Atual7 aguarda resposta a questionamentos feitos a CGU, MP-MA e TCE para nova matéria, que vai ao ar ainda hoje.

Como punição, além de não poderem concorrer nas eleições de 2016 e ainda serem enquadrados na Lei da Ficha Limpa – salvo se abandonarem a conduta omissa no que se refere a divulgação dos gastos públicos até o dia 15 de março deste ano – os prefeitos cuja gestão, exclusivamente, não possui Portal da Transparência, não podem também receber qualquer transferência voluntária e legal do Governo do Estado, conforme preceitua a Lei de Responsabilidade Fiscal, e o Decreto Estadual n.º 24.232, de 23 de junho de 2008.

Os nomes dos gestores não transparentes, isto é, que não possuem Portal da Transparência e nem SIC, devem ainda ser enviados à Secretaria de Transparência e Prevenção à Corrupção (STPC), cara conhecimento e catalogação, e também para o MP-MA e a Secretaria de Transparência e Controle (STC), para que tomem as providências sugeridas pela CGU. Todos os desobedientes à LAI e LFR estão ainda sujeitos a responderem por crime de responsabilidade, o que implica dizer que podem ser afastados do cargo antes mesmo do prazo limite para o candidato, de acordo com o calendário eleitoral deste ano, estar filiado a um partido, dia 2 de abril.

atual7


Postado por Raimundo Carvalho

Mauro Jorge - Lago da PedraCrime. As autoridades competentes precisam investigar um suposto esquema de farra eleitoral patrocinada pelo Governo do Estado para favorecer seus aliados nas eleições de outubro deste ano. A denúncia é do ex-secretário Ricardo Murad.

O governador Flávio Dino (PCdoB) vem usando dinheiro público para bancar vários carnavais no interior do Estado, em que seus aliados são pré-candidatos à prefeito. A maioria são membros do seu partido, o PCdoB.

Em Lago da Pedra, por exemplo, onde a prefeita Maura Jorge teve um desentendimento com Flávio, o governo pretende financiar o carnaval do pré-candidato Mauro Jorge (PCdoB).

Os “modus operandi” estaria acontecendo da seguinte forma: o governo repassa recursos para associação e entidades ligadas aos correligionários do PCdoB, que vão usam o dinheiro para realizar a festa em benefício eleitoral.

O caso é grave.

Blog do Luis PAblo